Política: Prefeito Dodó de Neoclides (PSB), e de várias cidades do Ceará chegam à campanha eleitoral sob investigação; veja lista

Operações e afastamento de gestores agitam a antecipação das campanhas no interior do Estado

Prefeito de Salitre investigado pela PROCAP.

Prefeito de Salitre investigado pela PROCAP.

O ano de sucessão municipal no Cear√° tem sido marcado por uma grande antecipação do debate eleitoral. A agitação tem gerado uma corrida ao Judici√°rio e um denuncismo que esquenta ainda mais a disputa entre grupos pol√≠ticos no Estado. Em meio às disputas, prefeitos de diferentes e importantes cidades do Estado chegam às vésperas da campanha eleitoral sob investigação.

Cidades como Salitre, Santa Quitéria, Crate√ļs, Acopiara, Iguatu, Pacatuba e Juazeiro do Norte enfrentam incertezas no per√≠odo eleitoral com investigações em curso e condenações que resultam até mesmo no afastamento do gestor, em alguns casos.

Sem decisões judiciais definitivas, os casos em andamento acabam afetando a dinâmica eleitoral nas cidades.

Operações do MPCE

No ano eleitoral, a atuação da Procuradoria dos Crimes contra a Administração P√ļblica (Procap) est√° resultando em uma sequ√™ncia de operações em munic√≠pios cearenses.

Somente neste ano, pelo menos 9 prefeitos foram alvos de operações nos munic√≠pios cearenses.

· Salitre

O Ministério P√ļblico do Estado do Cear√° (MPCE), por meio da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração P√ļblica (Procap), com apoio da Pol√≠cia Civil, deflagrou, na manhã de quinta-feira (01/02), a operação "Aves de Rapina". Foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza, Salitre, Quixelô, Solonópole, Iguatu e Cajazeiras/PB. Os alvos foram o prefeito de Salitre Dodó de Neoclides, o chefe de gabinete Dorginan Pereira (irmão do prefeito), a secret√°ria da Administração, o secret√°rio de Educação e a ex-tesoureira do munic√≠pio (cunhada do prefeito), além de empres√°rios do ramo de locação de ve√≠culos e outras pessoas f√≠sicas e jur√≠dicas ligadas ao caso.

A investigação da Procap apontou ind√≠cios de um suposto esquema de desvio de valores, a partir de contratos irregulares firmados pela Prefeitura de Salitre e empresas de locação de ve√≠culos. O MP apurou ind√≠cios de pagamentos em espécie feito pelo Munic√≠pio, sem registros formais. Os valores eram remetidos a v√°rias contas banc√°rias de postos de combust√≠veis e agentes p√ļblicos, além de pessoas que não faziam parte do contrato. Também foram constatados ind√≠cios de lavagem de dinheiro, uma vez que os valores retornavam para os gestores p√ļblicos por intermédio dos postos de combust√≠veis. Os contratos investigados chegam R$ 3.920.156,00.

Na operação, foram apreendidos aparelhos celulares, documentos na sede da Prefeitura e cerca de R$ 67 mil em espécie na casa de um dos investigados. Um dos investigados foi preso em flagrante, em Iguatu, pelo porte ilegal de arma de fogo. A Justiça autorizou ainda a quebra dos sigilos banc√°rio e fiscal dos envolvidos para aprofundar as investigações.

Os suspeitos podem responder pelos poss√≠veis crimes de corrupção, fraude em licitações, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Nome da operação

O termo "Aves de Rapina", que d√° nome à operação, refere-se a v√°rias passagens b√≠blicas associam esses animais à destruição e à ganância.

Veja os munic√≠pios alvos de operação em 2024:

· Amontada (Prefeito afastado)

¬∑ Crate√ļs (Prefeito afastado)

· Caridade (Prefeito afastado)

¬∑ Itapi√ļna (Prefeito afastado)

¬∑ Milhã

· Salitre

· Juazeiro do Norte

· Potiretama

· Cascavel