Lula cumprirá agenda em Iguatu (CE), na sexta (5), com foco em recursos hídricos; veja programação

Presiente deve assinar ordem de serviço para construção do Ramal do Salgado, que transportar√° as √°guas do São Francisco de forma mais r√°pida para o Açude Castanhão

Foto: Foto: Thiago Gadelha

Foto: Foto: Thiago Gadelha

O presidente Lula (PT) deve visitar o Cear√° na próxima sexta-feira (5), acompanhado dos ministros da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes (PDT), e dos Transportes, Renan Filho (MDB), para assinar ordem de serviço para construção do Ramal do Salgado e visitar obras da Transnordestina no Estado.

O governador Elmano de Freitas (PT) também deve estar presente. Ele, inclusive, foi quem primeiro anunciou a visita de Lula ao Estado, por meio das redes sociais, na semana passada.

O evento est√° marcado para iniciar a partir das 9h, no Acampamento da Transnordestina, no distrito de Suassurana, em Iguatu, município da região Centro-Sul do Cear√°, conforme informa convite oficial. A cerimônia de assinatura est√° prevista para ocorrer por volta das 11h.

Essa ser√° a quarta vez que Lula vem ao Estado durante o terceiro mandato. A última visita presidencial ocorreu em janeiro deste ano, para anúncio da instalação do Instituto Tecnológico de Aeron√°utica (ITA), na Base Aérea de Fortaleza. À época, acompanharam o petista o governador Elmano, o ministro da Educação, Camilo Santana (PT), o comandante da Aeron√°utica, Marcelo Kanitz Damasceno, e o Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro Filho (PRD).

RAMAL DO SALGADO

A construção do Ramal do Salgado faz parte do projeto original do projeto de Transposição do Rio São Francisco, mas só agora o trecho deve receber investimentos para início das obras. O valor do investimento previsto é de R$ 600 milhões, advindos do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O Ramal do Salgado deve ter cerca de 35 quilômetros de extensão para transportar a √°gua do Rio São Francisco desde o Ramal do Apodi, no estado da Paraíba, até o Eixo Norte da Transposição, na altura do município cearense de Lavras da Mangabeira. A infraestrutura deve contar 13 segmentos de canal, tr√™s aquedutos, um sifão, oito r√°pidos, um túnel e estrutura de controle.

A previsão é que o equipamento reduza em cerca de 150 quilômetro a viagem das √°guas da Transposição para o Açude Castanhão, localizado na região do Vale do Jaguaribe, conforme anunciado pelo Governo do Cear√°.

As √°guas do Ramal do Salgado devem beneficiar cerca de 4,7 milhões de pessoas em mais de 50 cidades cearenses. São elas: Acarape, Aquiraz, Aracati, Araçoiaba, Aratuba, Baixio, Barreira, Baturité, Beberibe, Capistrano, Cascavel, Caucaia, Cedro, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Fortim, Granjeiro, Guaiúba, Guaramiranga, Horizonte, Ibaretama, Ibicuitinga, Jaguaribe, Icó, Ipaumirim, Itaiçaba, Itaitinga, Itapiúna, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaribe, Jaguaruana, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Morada Nova, Mulungu, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacoti, Palhano, Palm√°cia, Pereiro, Pindoretama, Quixeré, Redenção, Russas, São Gonçalo do Amarante, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, Umari e V√°rzea Alegre.

FERROVIA TRANSNORDESTINA

Em janeiro deste ano, o diretor-presidente da Transnordestina Logística, Tufi Daher, assinou ordem de serviços para construção dos lotes 4 e 5 da Ferrovia Transnordestina no Cear√°. Os lotes devem contemplar 101 quilômetro de corredor férreo no Estado, entre os municípios de Acopiara, Piquet Carneiro e Quixeramobim.

As obras fazem parte da fase 1 do projeto da Transnordestina, que est√° 70% pronta, segundo o Governo Federal. Para a conclusão, é necess√°rio fazer a conexão entre o sertão do Piauí, a partir da cidade de Eliseu Martins, com o Complexo Industrial e Portu√°rio do Pecém (CIPP), em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A expectativa é que a fase 1 seja concluída até 2027, para início da operação da ferrovia, que ter√° extensão total de 1.206 quilômetros. A fase 2 est√° prevista para ser concluída até 2029.

No evento em janeiro deste ano, o governador Elmano afirmou que é necess√°rio um aditivo no contrato no valor de R$ 3,8 bilhões para que a obra da Transnordestina seja concluída até 2027. À época, o aditivo ainda seria pleiteado junto ao Governo Federal.

O valor total da ferrovia no Cear√° estimado é de R$ 6,5 bilhões. Para que todo o percurso das cargas seja concluído, ainda são previstos investimentos na ordem de R$ 2 bilhões no Complexo Industrial e Portu√°rio do Pecém e cerca de R$ 1,7 bilhão para concluir a obra no Piauí.

"São quase 10 bilhões em investimentos para criar infraestrutura para o Estado. E o que isso significa? Cada viagem desse trem que vai chegar no Porto do Pecém, é como se chegassem 240 carretas, ou seja, a carga dessas 240 carretas vem em uma só viagem desse trem, que tem cerca de 3 quilômetros de vagão", ressaltou o governador à época.