Médico da Santa Casa de SP é investigado por estupro de paciente anestesiada durante cirurgia

Conforme inqu√©rito policial, o residente do 5¬ļ ano de ortopedia √© investigado por estupro de vulner√°vel; O Cremesp tamb√©m apura o caso

Foto: Divulgação/SP

Foto: Divulgação/SP

Um médico da Santa Casa de São Paulo est√° sendo investigado por estupro de vulner√°vel. Residente do 5¬ļ ano de ortopedia, o profissional teria abusado sexualmente de uma paciente, enquanto ela estava anestesiada. O inquérito foi aberto na última quinta-feira (9).

As informações são do g1. Além da investigação policial que ocorre no 77¬ļ DP, em Santa Cecília, o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apura o caso sigilosamente.

A Santa Casa afastou o profissional. O abuso ocorreu no final de abril. Durante um procedimento, o profissional foi flagrado tocando as genitais da paciente sedada.

O médico é formado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e é especialista em mão. O crime foi filmado pelos outros profissionais que estavam no local.

DENÚNCIAS DE ASSÉDIO NA FACULDADE

Funcion√°rios da Santa Casa contaram ao g1 que o médico j√° foi denunciado pelo crime na época da faculdade.

A Unicamp confirmou a veracidade da denúncia e o aluno teve penalidade acad√™mica. "Em função do processo, o aluno foi penalizado com as medidas disciplinares cabíveis, tendo sido suspenso por 90 dias. Compete, ainda, informar que Ramiro Joaquim de Carvalho Neto concluiu o curso de graduação em Medicina em 2017", diz a nota da universidade.