Professor do Paraná sofre busca e apreensão por apologia ao nazismo

Pol√≠cia Civil do Paran√° cumpriu mandado de busca e apreensão após receber informações da Ag√™ncia Brasileira de Intelig√™ncia (Abin)

Foto: Fábio Dias/EPR

Foto: Fábio Dias/EPR

Um professor do Paran√° foi alvo de busca e apreensão, nesta quinta-feira (18/4), por apologia ao nazismo. A operação da Polícia Civil do Paran√° foi desencadeada após informações da Ag√™ncia Brasileira de Intelig√™ncia (Abin).

O homem é suspeito de incitar discriminação e preconceito de raça, cor e proced√™ncia nacional, e de veicular símbolos para apologia ao nazismo. Segundo informações da Polícia Civil, o homem leciona em dois colégios estaduais em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

As ações do professor foram identificadas após a Abin intensificar esforços contra grupos extremistas atuantes no Brasil, e cuja ideologia estimula o recurso à viol√™ncia contra grupos étnicos específicos, mulheres e minorias.

Os objetivos da Abin são mapear estruturas extremistas, verificar vínculos com grupos estrangeiros similares, apurar os efeitos negativos do crescimento dessas ideologias para a democracia e colaborar com as autoridades de segurança para neutraliz√°-las.

Acompanhamento de grupos

No caso do professor, a Abin identificou o suspeito em meio ao acompanhamento de grupos extremistas atuantes no Paran√°. Suas publicações faziam apologia ao nazismo, difundiam o antissemitismo e estimulavam o negacionismo do holocausto.

Devido à constatação do risco potencial representado pelo professor, a Abin recorreu à Polícia Civil do Paran√°, a quem repassou os indícios que basearam a investigação. Além de sofrer busca e apreensão, o professor foi afastado de suas funções e impedido de publicar em redes sociais pela Justiça.